Regiões da França

Monte Saint-Michel – A Maravilha do Ocidente

publicado em
29.7.2019 3:08 AM
por
Adriana Leal
Duração 13h00

A arquitetura prodigiosa do monte Saint-Michel e sua baía constituem o ponto turístico mais freqüentado da Normandia e um dos primeiros da França, com cerca de 3. 200.000 visitantes por ano. Uma estátua de São Miguel colocada no topo da igreja abacial culmina a 170 metros de altura. Diversos prédios e habitações do lugar são, a título individual, classificados como monumentos históricos (a igreja paroquial desde 1909, por exemplo) ou inscritos no inventário suplementar de monumentos históricos.

Acredita-se que a história da Abadia do monte Saint-Michel remonta ao ano 708, quando Aubert, bispo de Avranches, mandou construir no monte Tombe um santuário em honra a São Miguel Arcanjo (Saint-Michel).

A lenda conta que o Arcanjo Saint Michel apareceu ao bispo, determinando que fosse construída no topo daquele rochedo isolado à beira mar, uma Capela para honrar o Senhor. A tarefa difícil seria uma prova de fé e representaria a proteção espiritual para todos. No século X os monges beneditinos instalaram-se na Abadia (em estilo gótico – séc. XII-XVI). Aos poucos, uma pequena vila foi-se formando aos seus pés, sob uma rocha de granito à beira-mar.

Durante a Guerra dos Cem Anos, entre a França e a Inglaterra, o Monte Saint-Michel foi uma fortaleza inexpugnável, resistindo a todas as tentativas inglesas de tomá-la e constituindo-se, assim, em símbolo da identidade nacional francesa. Após a dissolução da ordens religiosas ditadas pela Revolução Francesa de 1789 até 1863 o Monte foi utilizado como prisão. Declarado Monumento Histórico em 1987, o local figura desde 1979 na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO.

Agende Seu Traslado Hoje
Não perca tempo e agende seu traslado com antecedência
quero agendar